Defesa de Direitos Humanos com foco principal na criança e adolescente

Iriny Lopes

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) inicia hoje, Dia Internacional da Mulher, campanha de divulgação da Lei Maria da Penha na TV Justiça, na TV Senado e na TV Câmara. Serão veiculados quatro vídeos, cada um com um minuto, que mostram a situação das mulheres agredidas, bem como a aplicabilidade da lei e a punição aos agressores.

A exibição dos vídeos serve de partida para a preparação, pelo Conselho Nacional de Justiça, da quinta edição da Jornada Maria da Penha, que será realizada no dia 25 de março, em Brasília.

Em entrevista veiculada ontem no site da Agência Brasil, a ministra Iriny Lopes, da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, apontou como ameaça real às recentes conquistas femininas o questionamento de comarcas e tribunais sobre a constitucionalidade da Lei Maria da Penha. Um juiz chegou a classificar como “diabólica” a lei, que prevê punição para a violência praticada contra as mulheres. E ministros de tribunais superiores vem questionando o artigo que protege a vítima de qualquer coação para retirar a denúncia.

Para a ministra Iriny Lopes, está havendo “intolerância e preconceito” diante da lei


do Brasília Confidencial

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: