Defesa de Direitos Humanos com foco principal na criança e adolescente

Projeto de lei que criava uma comissão especial para apurar o desparecimento foi rejeitado pela direita

 

Dafne Melo de Buenos Aires

 

No último dia de julgamento de Miguel Etchecolatz, a cada momento em que a porta do salão municipal se abria, quase todos olhavam para trás na espera de ver a figura de um senhor de 76 anos, de estatura baixa, cabelos brancos: Júlio Lopez. Há poucos dias havia testemunhado e há um estava desaparecido. O pedreiro e ex-militante peronista já havia sido sequestrado e preso entre 1976 e 1979. Sobrevivente, era uma das testemunhas chave do caso Etchecolatz. Descreveu com segurança algumas das atrocidades cometidas pelo genocida. No dia 18, voltaria a testemunhar na causa, mas não apareceu.

Para todos militantes, a mensagem era clara. “Desde o início da causa pela desaparição forçada de Jorge Julio Lopez, os organismos de direitos humanos de La Plata denunciam que o caso se trata de uma vingança da polícia bonaerense devido à sentença contra Etchecolatz”, afirma o relatório dos Hijos-La Plata.

Na ocasião, a grande contradição foi que o governo que se gabava de ter iniciado o processo de julgamento fez pouco caso. Ainda que o então presidente Néstor Kirchner tenha feito discursos preocupados, Aníbal Fernandes, então ministro do Interior de Néstor e hoje chefe de gabinete de Cristina, afirmou: “o que eu disse, e que os organismos de direitos humanos não levaram de boa fé, é que ele poderia estar na casa de uma tia”, desdenhou.

Até hoje, não há avanços na investigação. Um projeto de lei que criava uma comissão especial para apurar o desparecimento foi rejeitado pela direita, mas também pela base governista. “Atualmente a causa López não tem nenhum indiciado nem linha firme de investigação”, informa a publicação dos Hijos.

Fonte: brasildefato.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: