Defesa de Direitos Humanos com foco principal na criança e adolescente

Posts marcados ‘Mobilização’

Imagem

Voce quer lutar contra a homofobia ? Então venha, participe.

participe da IV Marcha

10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos 5 DIAS Pelos 5 Cubanos

Comitê Internacional pela Liberdade dos 5 Cubanos

10 de dezembro
Levantemos Nossas Vozes em favor deles
5 DIAS Pelos 5

Por proposta dos delegados da América Latina e Europa reunidos no VI Colóquio Internacional pela Liberdade dos 5 Herois e contra o Terrorismo em Holguín, foi proposta a realização de uma ação imediata no dia 10 de dezembro, Día Internacional dos Direitos Humanos.

Nesse día, das 9 da manhã às 5 da tarde, e por 5 dias consecutivamente, chame por telefone, ou envíe um fax ou escreva um e-mail ou despache um telegrama para pedir ao presidente Obama que liberte os 5 Patriotas Cubanos presos nos Estados Unidos por defender a vida.

O significado desta data é que 10 de dezembro de 1948, a Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou a Declaração Universal dos Direitos Humanos decretando esse dia como o Día Internacional dos Direitos Humanos.

Num informe emitido em 13 de outurbo de 2010, a Anistía Internacional pede ao governo dos Estados Unidos que revise o caso e mitigue qualquer injustiça por meio do processo de indulto ou qualquer outro meio apropriado, no caso de que novas apelações legais resultem ineficazes.

O presidente Obama tem provas mais que suficientes de que os 5 Cubanos são inocentes, que jamais significaram uma ameaça para a segurança nacional dos Estados Unidos, que não possuiam armas e que seu único objetivo era monitorar organizações terroristas com sede em Miami para evitar mais mortes de pessoas inocentes.

Nesse Dia Internacional dos Direitos Humanos instamos ao presidente Obama que, fazendo uso das faculdades que lhe confere a Constituição dos Estados Unidos, e como advogado, como pai, como filho, como esposo, como pessoa decente, amante da justiça, como Prêmio Nobel da Paz, PONHA FIM A ESTA COLOSSAL INJUSTIÇA E QUE LIBERTE OS 5 IMEDIATAMENTE !

DIFERENTES FORMAS DE SE COMUNICAR COM A CASA BRANCA

Por telefone: 202-456-1111

Chamando de fora dos EEUU, marque o Código Internacional do respectivo país + 1 (Código dos EEUU) 202.456.1111

Se envíar um fax de fora dos EEUU, marque o Código Internacional do respectivo país + 1 (Código de EEUU) 202-456.2461

Pelo correio eletrônico: HTTP://WWW.WHITEHOUSE.GOV/CONTACT

Para enviar un telegrama
Presidente Barack Obama
The White House
1600 Pennsylvania Ave, NW
Washington, DC 20500
EE.UU.

ESTA AÇÃO COLETIVA SÓ PODERÁ SER EFETIVA SE PESSOAS DOS ESTADOS UNIDOS E DE TODAS AS PARTES DO MUNDO, CHAMAREM POR TELEFONE, OU ENVIEM FAX, CORREIOS ELETRÔNICOS OU TELEGRAMAS, DO DIA 10 A 14 DE DEZEMBRO. SE NINGUÉM RESPONDER AO CHAMADO TELEFÔNICO, DEIXE UMA MENSAGEM.

JUNTOS PODEMOS CONSEGUIR !

Comitê Internacional pela Liberdade dos 5 Cubanos

Para inteirar-se das últimas novidades sobre el caso
www.thecuban5.org

QUEM SÃO OS CINCO CUBANOS ENCARCERADOS NOS ESTADOS UNIDOS?


Cinco jovens profissionais que decidiram dedicar suas vidas, longe de sua pátria, à luta contra o terrorismo na cidade de Miami, centro principal das agressões contra Cuba. 

Antonio Guerrero (Miami, 1958) Engenheiro em Construção de Aeródromos, poeta, dois filhos.

 

 

Fernando González (Havana, 1963), casado, graduado do Instituto de Relações Internacionais (ISRI), do Ministério de Relações Exteriores de Cuba.

 

 

Gerardo Hernández (Havana, 1965), casado, graduado do ISRI, caricaturista. 

 

 

Ramón Labañino (Havana, 1963), casado, três filhas, graduado de Licenciatura em Economia na Universidade de Havana 

René González (Chicago, 1956), casado, duas filhas, piloto e instrutor.

O AI-5 Digital está de volta. Vamos combatê-lo! #AI5digital

A ressurreição

No início do mês de outubro, enquanto boa parcela da sociedade e do Congresso se voltava à campanha eleitoral e aos resultados das eleições estaduais e federal, o Projeto de Lei (PL) 84/99, de autoria do senador Eduardo Azeredo, embora não tenha sido aprovado em qualquer Comissão da Câmara dos Deputados, recebeu parecer favorável em duas delas – a de Segurança Pública e a de Constituição e Justiça.

Com isso, caso o Projeto seja aprovado nessas duas comissões, estará pronto para ir ao plenário e, se deputados federais assim decidirem, ele pode se tornar lei.

O projeto

O Projeto do senador Azeredo, para aqueles que não o conhecem ou dele não se lembram, recebeu a alcunha de “AI-5 Digital” por conta dos malefícios que sua aprovação poderia causar à privacidade, e por tornar crime muitas das práticas cotidianas de todos os internautas – como baixar músicas e filmes ou trocar arquivos.

Caso se torne lei, o PL 94/99 obrigará que provedores de conteúdo (como, por exemplo, os serviços de e-mail e os publicadores de blogs) sejam responsáveis pela guarda dos logs (os registros de navegação) dos usuários. Pior que isso, fará com que haja uma “flexibilização” nas regras para que esses registros sejam obtidos. Isso significa, na prática, que nossos dados poderão ser divulgados à polícia ou ao Ministério Público sem a necessidade de uma ordem judicial.

Além disso, o Projeto dificulta a atividade das lan houses e inviabiliza a existência de redes abertas, pois exige a identificação de cada usuário conectado à internet.

Para saber sobre os demais efeitos do PL, veja esta petição.

Nossa posição/ação

Além de criminalizar ações absolutamente corriqueiras na internet, o PL 94/99 representa um verdadeiro atentado à privacidade. Sem o menor rigor jurídico, corre-se o risco de se ter dados de navegação expressamente violados, muito embora nossa Constituição preveja que a quebra de sigilo só pode ser realizada mediante ordem judicial.

Há pouco mais de um ano, graças à mobilização virtual e presencial de ciberativistas e demais defensores da liberdade internet, com quem estamos em pleno diálogo, conseguimos barrar, na Câmara dos Deputados, a tramitação do AI-5 Digital. Desde então, demos nossa contribuição no sentido de alertar quanto aos malefícios do Projeto.

Neste momento, no entanto, surgem novos desafios. O primeiro deles, sem dúvidas, é trabalhar para barrar, de uma vez por todas, no Congresso Nacional, o AI-5 Digital, de modo que ele não seja aprovado nas Comissões da Câmara. Paralelo a isso, nossa grande alternativa para assegurar concretamente os direitos dos usuários da internet no Brasil é discutir e aprovar o Marco Civil da Internet. Nesse sentido, temos a possibilidade de sacramentar uma legislação pioneira, capaz de compreender a verdadeira dinâmica da internet e de seus usuários.

Feito isso, direcionaremos nossos esforços para caracterizar os chamados crimes digitais – que são, de fato, objetos de grande preocupação da sociedade brasileira. Há um compromisso firmado entre mim e o deputado Júlio Semeghini (PSDB-SP) de apresentar um Projeto de Lei em que tais crimes sejam devidamente tipificados, de modo a deixar claro quais práticas devem ou não ser punidas, e de que forma.

Enfim, diante de um tema tão relevante e caro à sociedade, cabe a nós a missão de assegurar que direitos básicos dos cidadãos não sejam violados em decorrência de um Projeto de Lei que não compreende, ao apontar soluções, a realidade do nosso tempo. Por isso, é hora mobilização. Vamos juntos, mais uma vez, construir um movimento capaz de barrar o AI-5 Digital. Contamos com seu apoio!

“Mirem-se no exemplo daquelas mulheres francesas… “.

Sindicatos convocam mais dois dias de greve contra reforma na França. Protestos nacionais foram chamados para 28 de outubro e 6 de novembro. Governo Sarkozy espera aprovar nova aposentadoria no Senado até sexta.

Os principais sindicatos da França convocaram nesta quinta-feira (21) mais dois dias de protestos nacionais contra a reforma da Previdência proposta pelo governo de Nicolas Sarkozy. Os protestos devem ocorrer nos dias 28 de outubro e 6 de novembro. As centrais sindicais conclamaram “o governo e os parlamentares a não aprovar a reforma”, anunciando nova reunião para o dia 4 de novembro para estudar o próximo passo da mobilização contra o projeto. Mas o governo não recua, e espera votar a reforma no Senado até esta sexta-feira (22).
Nesta quinta, novos protestos de rua e confrontos tomaram o país.
Manifestantes franceses bloquearam o aeroporto de Marselha, pneus interromperam avenidas e uma apresentação da cantora Lady Gaga foi cancelada. Um quarto dos 12,5 mil postos do país estava sem combustível, apesar da ordem do presidente francês, Nicolas Sarkozy, de abrir à força barricadas em depósitos de combustíveis.
A falta de combustível e a violência dos protestos estudantis dificultaram ainda mais o diálogo entre o governo e os sindicatos, que acreditam que a aposentadoria aos 60 anos é um direito por merecimento. A reforma pretende aumentar a idade mínima para 62 anos e, a integral de 65 para 67 anos.
Centenas de trabalhadores bloquearam todos os acessos ao principal aeroporto de Marselha por cerca de três horas nesta quinta-feira. Os passageiros carregavam suas bagagens pelas vias bloqueadas e tentavam escalar o terminal, antes da polícia chegar e dispersar os manifestantes.
“Hoje, 74% dos postos estão total ou parcialmente abastecidos e 26% sem combustível”, disse o ministro francês do Interior, Brice Hortefeux, em entrevista à rádio Europe 1. “Nos depósitos há reservas de combustível para várias semanas”, completou, descartando a possibilidade de escassez a curto prazo.
Estudantes bloquearam a entrada de uma escola de Paris e planejam manifestações nacionais na tarde desta quinta, dia que o Senado pretende finalizar o adiado debate sobre a reforma, que Sarkozy considera crucial para sua Presidência. Na cidade de Lyon, manifestantes jogaram pedras na polícia na noite de quarta.
O governo francês – como muitos outros endividados da Europa – diz que o aumento da idade para aposentadoria e o aprimoramento do sistema de pensão é vital para garantir que as futuras gerações recebam qualquer pensão. Os sindicatos dizem que a classe trabalhadora é punida injustamente pela reforma e que o governo deveria buscar financiamento para a pensão em outro lugar. Eles temem que a reforma dê início ao fim de uma série de benefícios que fazem da França um lugar invejável de se morar e trabalhar.
Sindicatos que tomam a dianteira nos protestos se reunirão nesta quinta para decidir os próximos passos. O Ministério do Interior disse que 245 pessoas foram detidas, elevando a quase 2 mil o total desde 12 de outubro.
O ator Tim Robbins e sua banda cancelaram uma temporada que fariam em Paris, e a cantora Lady Gaga adiou shows marcados para a capital. A Air France-KLM informou que as greves estão custando 5 milhões de euros por dia para a companhia aérea.

fonte: http://g1.globo. com/mundo/ noticia/2010/ 10/sindicatos- convocam- mais-dois- dias-de-greve- contra-reforma- na-franca. html

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: